Coragem x Medo

By campodegelo

Coragem, arrojo, audácia, bravura, ímpeto, ousadia.
Firmeza perante o perigo e os riscos. Valentia.
Gerenciamento do medo perante certas situações.

Medo.
Um estado emocional provocado pela consciência que se tem diante do perigo.
Talvez um sentimento sem razão fundamentada.
Uma inquietação em relação a algo desagradável. A possibilidade de um insucesso. Um temor.
Comportamentos individuais que podem se reproduzir no coletivo.

O meu medo pode não te aterrorizar.
A minha coragem pode ser uma balela para ti.
Assim como atos que você considera audazes da minha parte, não passam de uma tarefa corriqueira ao meu ver.

Tive medo de largar meu emprego e me lançar para as Índias. Igualmente me considerei corajoso naquele momento.
Reduzir o salário em cerca de 10 vezes, enfrentar uma cultura distinta, hábitos de “outro mundo”, deixando para trás pessoas que eu amava, sabia que era um passo revolucionário para mim mesmo.
Hoje tenho medo do que teria acontecido se eu não tivesse tomado aquela decisão.

Pegar uma carona pode ser algo inimaginável para a sua pessoa.
Para mim é algo natural. Não vejo coragem alguma no que faço.
Vou para a beira da estrada, estico meu dedo, coloco um sorriso nessa cara besta, e tento convencer um estranho a me levar adiante.
Não consigo ver onde o medo pode se instalar neste ato.

Você dirá que alguém de má índole pode me abordar, me roubar, estuprar, assediar, e você não estará mentindo, mas isso não me amedronta. Isto pode acontecer ao ir ao bar da esquina.
Ao mesmo tempo você pode afirmar que isso não me atemoriza porque sou um homem, e novamente você estará correta(o). Talvez parcialmente, mas definitivamente há uma facilitação por causa disso, INFELIZMENTE!

Mas e se eu não chegar no destino? Onde vou dormir? O que vou comer? E se chover?
Sei lá. Vou dar um jeito. Não tenho nada a me preocupar agora. Na hora eu vejo.
Sentiu o desprendimento? Sentiu como o seu medo pode não fazer o menor sentido para mim?

Sou superior a você por causa disso?
De jeito maneira.
Morro de medo de altura. Por causa de um trauma na infância me sinto mal quando não encosto o pé no fundo ao nadar. Tenho medo que ninguém leia meus textos.
Tenho receio de não encontrar um trabalho que tenha uma causa boa. Meu pavor é o de fazer algo sem sentido. São vários os medos, e nessa espiral de incertezas a gente patina.

Vale frisar que nem todo medo inspira um ato de coragem.
Medos deveriam gerar reações. Ações para combatê-los ou entendê-los.
Viver com medo é difícil. Assim como atos de coragem irresponsáveis podem te derrubar.

Muitos medos não podem ser superados sozinhos, e menosprezar o pavor de outra pessoa pode piorar a situação.
Muitos temores precisam de um guia para serem superados, uma pessoa que te mostre o caminho para sair da escuridão.
É preciso coragem para aceitar que nem tudo vai ser da forma que queremos, mas não devemos temer a falha, e sim readaptar nossas necessidades e medos constantemente.

Como diria Mick Jagger:

You can’t always get what you want
But if you try sometime, yeah
You just might find you get what you need

Tradução:

Você não pode ter sempre o que quer
Mas se você tentar algumas vezes, sim
Você encontra o que precisa!

20 thoughts on “Coragem x Medo

  • Fernanda Patrícia Suguiama abril 17, 2019 at 18:50 Reply

    Gui,
    Acredito que quando chegamos perto do medo temos a chance de perceber que, pra que ele seja enfrentado, precisamos de coragem para agir.
    Eu “só” li esse texto porque você fez sua parte, publicando-o de maneira leve e o fechando com chave dourada!
    Tem a teoria do “Estado de Flow” que fala sobre como as pessoas enfrentam desafios e como a habilidade e as influências externas acabam anulando eventual sensação de medo. É de um psicólogo chamado Mihaly Csikszentmihalyi. Lembrei disso por diversos estalos que senti durante essa leitura.

    Um abraço enorme de alguém que tem medo de borboletas desde pequena e que admira tuas coragens.

    • campodegelo abril 18, 2019 at 11:35 Reply

      Ferrr <3
      Vou procurar alguns textos desse psicólogo de nome impronunciável.
      E acho que quando chegamos perto do medo e temos o discernimento que precisamos de coragem, já é um passo importante, pois em muitos casos a gente sucumbe ao medo sem nem imaginar revertê-lo.
      Obrigado sempre pelo carinho e uma vida sem borboletas para ti 🙂

    • Valéria abril 18, 2019 at 15:03 Reply

      Pensa num texto que mexe com a gente? Pensa numa pessoa que escreve de forma clara, objetiva e que fala ao coração! Obrigada por compartilhar sua forma de ver o mundo e de encarar seus medos, aumentando nossa confiança em enfrentar os nossos! Siga escrevendo, por favor!!!!

      • campodegelo abril 19, 2019 at 11:23 Reply

        Pensa num comentário que mexe comigo? Pensa numa motivação extra para continuar escrevendo?
        Muito, muito obrigado pelo apoio e carinho <3

  • Tamires Pitanga abril 18, 2019 at 11:11 Reply

    Já disse algumas vezes: adoro a tua escrita.
    Estou numa fase de decisões corajosas (e revolucionárias pra minha vida) e o pavor de colocá-las em prática.
    Mas, segundo minha psicóloga, ter medo faz parte, principalmente pq alguns medos são totalmente reais. (nesse momento de mudanças e decisões, o meu, por exemplo, é ficar desempregada)

    • campodegelo abril 18, 2019 at 11:38 Reply

      Tem aquela frase clichê barata que blogs de mochileiros gostam de usar, com um fundo paradisíaco ou de uma estrada: Vai. E se der medo, vai com medo mesmo.
      Acho que ela subjulga as pessoas, mas pode ser válida em vários casos. No seu parece que é tentar pesar o que se tem, o que se pode conseguir, e agir.
      Não tem como ter certeza de nada, mas vai muito de instinto, apoio e confiança 🙂
      Obrigado mesmo Tamires <3 <3

  • Glauciane abril 18, 2019 at 13:24 Reply

    Como sempre um ótimo texto , e que instiga a coragem haha grande abraço

    • campodegelo abril 18, 2019 at 13:29 Reply

      Valeu pelo retorno e carinho Glau <3
      Abração pra ti

  • Richeli abril 18, 2019 at 13:46 Reply

    Ótimo texto Guilherme e muito empático. Uma vez ouvi que coragem não é a ausência do medo e sim a sua capacidade de seguir em frente mesmo com o medo.
    Fico orgulhosa de todos que vencem os medos e seguem em frente 🙂 você é muito corajoso!

    • campodegelo abril 18, 2019 at 13:53 Reply

      Muito obrigado Richeli 🙂
      Boa essa definição sim, e temos muitas vezes que ajudar as pessoas a superar os seus medos \o/

  • Paula abril 18, 2019 at 23:57 Reply

    Sempre tive medo de altura, mas em todas as viagens que faço me coloco em alguma situação em que tenho que superar o meu medo para aproveitar o passeio. Não é nada fácil… já travei na CN Tower sozinha e sem conseguir olhar para baixo. Mas depois que você consegue racionalizar acaba valendo a pena.
    Bom texto, Tomate.

    • campodegelo abril 19, 2019 at 11:19 Reply

      Eu faço esse exercício, mas nadando. Sempre tento ir pouco adiante, sem ter suporte, e vai melhorando <3
      Valeu Pauly, saudades

  • Fran abril 19, 2019 at 01:49 Reply

    “Tenho medo que ninguém vai ler meus textos.”
    Gui, vc é uma inspiração, e se não leio todos os seus textos é pela correria do dia a dia, mas de coração, agradeço o dia que te achei por acaso, nem sei bem como numa noite qualquer em Dublin, e te seguir por essas redes sociais louças vem sendo uma inspiração desde então!
    Obrigada!
    <3

    • campodegelo abril 19, 2019 at 11:20 Reply

      Sempre vem esse receio de não ser lido, mas escrevo porque é o que gosto de fazer.
      Mesmo que seja pouco o alcance, se tiver pelo menos 1 pessoa que tenha sido afetada, significa que deu certo.
      De Dublin para o mundo \o/
      Obrigado você <3

  • Eveline abril 19, 2019 at 10:15 Reply

    Um dos meus maiores problemas… enfrentar meus medos. Faz um tempo que tenho me permitido algumas coisas justamente por pensar que não aproveitaria por causa do medo. Um exemplo disso foi fazer uma trilha em Machu à beira do precipício. Morro de medo de altura mas, não teria me perdoado se não tivesse feito e deixasse de aproveitar aquela belíssima paisagem! PS: te admiro muito pela sua coragem em ter feito tudo o que fez nessa tua jornada. 🙂

    • campodegelo abril 19, 2019 at 11:21 Reply

      Superação é uma coisa importante. No fim das contas a gente lembra do medo que passou, mas com uma satisfação grande.
      Muito obrigado pelo carinho, sempre <3

  • Nicole S. abril 20, 2019 at 20:26 Reply

    não consigo compartilhar mas sério, texto

    • campodegelo abril 21, 2019 at 22:36 Reply

      Creio que cortou o comentário 🙂
      Mas se quiser pode copiar o link para compartilhar.
      Obrigado mesmo <3

  • Luciano abril 21, 2019 at 21:23 Reply

    Cara que texto excelente, muito bom mesmo, eu consigo sentir o quanto de sentimento tem empregado nele, quase que “vendo” você ao escrever, realmente o medo pode nos deixar “paralisados” em muitos momentos de nossas vidas, mas no seu caso o medo só serviu como mola propulsora para buscar os seus sonhos, vejo muito desprendimento e isso é algo que pelo menos para mim é muito difícil de conseguir ter, de se desprender das “amarras” que muitas vezes as falsas mordomias e o próprio comodismo acabam nos deixando “fracos”, é necessário “sair” e se desprender um pouco do mundo, mas para isso não precisa-se largar tudo, precisamos ter tempo para nós, tempo para nos conhecermos, tempo de saber que somos muito mais fortes do que imaginamos, muitas vezes a luz que procuramos no fim do túnel na verdade sempre esteve dentro de nós mesmos, gratidão pelo momento de reflexão meu amigo. Grande abraço!

    • campodegelo abril 21, 2019 at 22:37 Reply

      Muito obrigado por esse comentário 🙂
      Essa síntese do que passei e tento colocar em palavras.
      Vamos juntos lutar por nossos sonhos
      Abraços, amigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *